sábado, 3 de junho de 2017

FENAC: Sete anos nos movimentos comunitários



A Federação de Natal e Grande Natal das Associações, Conselhos Comunitários e Ongs (FENAC) foi fundada no dia 28 de dezembro de 2010, e tem a frente como presidente da instituição Ivanilson Oliveira desde 20 de setembro de 2015, com um mandato de cinco anos.

A FENAC tem a sua abrangência em Natal e Grande Natal, alcança 14 municípios do Rio Grande do Norte e tem a finalidade de organizar o movimento comunitário e ONGs, promover seminários, cursos no campo político, social, econômico e a capacitação para os associados.

A Federação tem ainda o objetivo de conduzir palestras visando o engrandecimento intelectual e a consciência ambiental dos representantes comunitários.

Segundo Ivanilson Oliveira um dos maiores desafios que a Federação tem enfrentado é o recurso organizacional e o descaso dos órgãos públicos.

A FENAC teve como primeiro presidente Sergio Menezes Ferino, responsável pela criação da instituição.

A Federação realiza as eleições dos Conselhos Comunitários filiados “e também daquelas entidades na qual somos convidados”, explica Ivanilson.

Entre as maiores conquistas da FENAC estão à criação do CNPJ: 24.585.125/0001-99, “fundamos nove associações, um Conselho Comunitário e três ONGs; foram realizadas mais de dez eleições comunitárias nosso maior feito e quando termina o processo eleitoral prestamos contas aquela comunidade em questão, entregamos o candidato ou a candidata eleito ou eleita a Certidão de Cartório deixando a entidade respaldada, o III ENEC (Encontro Norte Riograndense das Entidades Comunitárias), a criação de um livro manual de orientação para líderes comunitários e camisetas para todos os diretores”, relata Ivanilson Oliveira.


Um comentário:

  1. Quero parabenizar, Waldilene Farias Bezerra, como ela é conhecida carinhosamente por Wal, como renome em todo território do RN, Pelo brilhante trabalho com o Jornal Clarim Natal, com muita Transparência, imparcial, justo, completo, correto, sempre mostrando a verdade como ela é, cobrando dos órgãos públicos e outros melhorias para Natal/RN.

    ResponderExcluir